284 online
Eugénio de Andrade
Nasceu a 19 Janeiro 1923
(Fundão, Portugal)

Morreu em 13 Junho 2005
(Porto)

Eugénio de Andrade, pseudónimo de José Fontinhas foi um poeta português.
wer54w66sf32re2
 
Os sulcos da sede
2001
Os sulcos da sede
O comum da terra
1992
O comum da terra
As mãos e os frutos
1960
As mãos e os frutos
Rente ao dizer
1992
Rente ao dizer
Os lugares do lume
1998
Os lugares do lume
Obscuro dominio
1971
Obscuro dominio
Matéria solar
1980
Matéria solar
As palavras interditas ; Até amanhã
1951
As palavras interditas ; Até amanhã
Primeiros poemas: as mãos e os frutos ; os amantes sem dinheiro
1978
Primeiros poemas: as mãos e os frutos ; os amantes sem dinheiro
Escrita da terra
1983
Escrita da terra
Os dóceis animais
2004
Os dóceis animais
Chuva sobre o rosto
1982
Chuva sobre o rosto
Contra a obscuridade
1992
Contra a obscuridade
Coração habitado
1988
Coração habitado
Porto: os sulcos do olhar
1988
Porto: os sulcos do olhar
Vertentes do olhar
1987
Vertentes do olhar
Coração do dia ; Mar de setembro
1977
Coração do dia ; Mar de setembro
Svrchovanost: [vertentes do olhar, antologia breve a branco no branco]
1999
Svrchovanost: [vertentes do olhar, antologia breve a branco no branco]
Sulcos e poemas
1999
Sulcos e poemas
Alentejo não tem sombra: antologia de poesia contemporânea sobre o Alentejo
1983
Alentejo não tem sombra: antologia de poesia contemporânea sobre o Alentejo
Poemas portugueses para a juventude
2002
Poemas portugueses para a juventude
A sombra da memória
1993
A sombra da memória
Ofício de paciência
2000
Ofício de paciência
Contra la escuridá
1988
Contra la escuridá
Traduções
1988
Traduções
O outro nome da terra
1988
O outro nome da terra
História de égua branca
1976
História de égua branca
Fruta tocada por falta de jardineiro: Prosa resunida. Vol. 1
2003
Fruta tocada por falta de jardineiro: Prosa resunida. Vol. 1
Com o sol em cada sílaba
1991
Com o sol em cada sílaba
Antologia breve
1972
Antologia breve