343 online
Cecília Meireles
Nasceu a 07 Novembro 1901
(Rio de Janeiro, Brasil)

Morreu em 09 Novembro 1964
(Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil)

Cecília Benevides de Carvalho Meireles foi uma poetisa, pintora, professora e jornalista brasileira. É considerada uma das vozes líricas mais importantes das literaturas de língua portuguesa.
 
Título Visto Gosto Favorito Coments Livro Dat
/pt/t/1504/tu-tens-um-medoTu tens um medo20282134489253Poema
/pt/t/10399/mulher-ao-espelhoMulher ao espelho215671095210Poema
/pt/t/1505/retratoRetrato15148108104219Poema
/pt/t/13538/amemAmém205291022200Poema
/pt/t/1502/pus-o-meu-sonho-num-navioPus o meu sonho num navio1389283201202Poema
/pt/t/10227/a-chuva-choveA chuva chove17001780100Poema
/pt/t/10180/a-arte-de-ser-felizA arte de ser feliz1814271821Poema
/pt/t/1725/ou-isto-ou-aquiloOu isto ou aquilo909469310Poema
/pt/t/10429/cancao-a-caminho-do-ceuCanção a caminho do Céu1154854140Poema
/pt/t/1503/no-misterio-do-sem-fimNo mistério do sem-fim114065137150Poema
/pt/t/4214/passaroPássaro873150000Poema
/pt/t/13537/rua-dos-rostos-perdidosRua dos rostos perdidos1571549120Poema
/pt/t/1727/timidezTimidez814947200Poema
/pt/t/10459/modinhaModinha1184146060Poema
/pt/t/5279/serenataSerenata114474483232Poema
/pt/t/10346/pescariaPescaria1180443250Poema
/pt/t/10637/venturosa-de-sonhar-teVenturosa de sonhar-te1118743440Poema
/pt/t/2039/lua-adversaLua adversa630942200Poema
/pt/t/1501/por-que-me-falas-nesse-idiomaPor que me falas nesse idioma?91564030193Poema
/pt/t/1726/motivoMotivo740540100Poema
/pt/t/10488/nadadorNadador992738060Poema
/pt/t/5297/sonhos-da-meninaSonhos da Menina9405280400Poema
/pt/t/10184/se-eu-fosse-apenasSe eu fosse apenas859025020Poema
/pt/t/5295/leilao-de-jardimLeilão de Jardim547025100Poema
/pt/t/2684/o-mosquito-escreveO Mosquito Escreve521725010Poema
/pt/t/10479/este-e-o-lencoEste é o lenço966020000Poema
/pt/t/1728/e-preciso-nao-esquecer-nadaÉ preciso não esquecer nada719320300Poema
/pt/t/4216/colar-de-carolinaColar de Carolina613820000Poema
/pt/t/5285/atitudeAtitude753619000Poema
/pt/t/5302/depois-do-solDepois do Sol656718000Poema
/pt/t/5298/o-menino-azulO Menino Azul644518240Poema
/pt/t/5275/cancaoCanção563517200Poema
/pt/t/10212/vooVôo628816000Poema
/pt/t/10185/ate-quando-teras-minha-alma-esta-docuraAté quando terás, minha alma, esta doçura552916000Poema
/pt/t/10447/mar-absolutoMar absoluto928615020Poema
/pt/t/5278/4o-motivo-da-rosa4o Motivo da Rosa506614000Poema
/pt/t/5284/fioFio470814000Poema
/pt/t/10465/sugestaoSugestão905013100Poema
/pt/t/5294/o-cavalinho-brancoO Cavalinho Branco503812110Poema
/pt/t/5273/balada-das-dez-bailarinas-do-cassinoBalada das Dez Bailarinas do Cassino470712000Poema
/pt/t/5313/noturnoNoturno572911000Poema
/pt/t/10221/os-gatos-da-tinturariaOs gatos da tinturaria54709110Poema
/pt/t/5301/isisÍsis47049010Poema
/pt/t/5276/murmurioMurmúrio48088000Poema
/pt/t/5283/gargalhadaGargalhada54037100Poema
/pt/t/6365/o-canteiro-esta-molhadoO canteiro está molhado45117000Poema
/pt/t/5291/reinvencaoReinvenção50526000Poema
/pt/t/5307/de-um-lado-cantava-o-solDe um Lado Cantava o Sol47036000Poema
/pt/t/5300/a-pombinha-da-mataA Pombinha da Mata44146030Poema
/pt/t/5289/interludioInterlúdio42416000Poema
/pt/t/5314/mapa-de-anatomia-o-Mapa de Anatomia: O Olho44715000Poema
/pt/t/10200/por-que-nome-chamaremosPor que nome chamaremos87524000Poema
/pt/t/5303/suavissimaSuavíssima50654000Poema
/pt/t/5311/coliseuColiseu44994000Poema
/pt/t/5310/romance-xxi-ou-das-ideiasRomance XXI ou das Idéias44654000Poema
/pt/t/5287/herancaHerança43794000Poema
/pt/t/5274/lamento-do-oficial-por-seu-cavalo-mortoLamento do Oficial por seu Cavalo Morto40574000Poema
/pt/t/5281/discursoDiscurso44663000Poema
/pt/t/5304/marinhaMarinha40833000Poema
/pt/t/5309/romance-ii-ou-do-ouro-incansavelRomance II ou do Ouro Incansável43302000Poema
/pt/t/5286/nocoesNoções42672000Poema
/pt/t/5290/encomendaEncomenda42132000Poema
/pt/t/5306/maquina-breveMáquina Breve40892000Poema
/pt/t/5312/presenca-em-pompeiaPresença em Pompéia39222000Poema
/pt/t/5308/cronista-enamorado-do-saguimCronista Enamorado do Sagüim37542000Poema
/pt/t/24196/lembrete-flora-figuLembrete :Flora Figueiredo:Não deixe portas1431000Citação
/pt/t/24191/meus-companheiros-amados-nao-vosMeus companheiros amados, não vos1381000Citação
/pt/t/24197/nem-tudo-e-facil-Nem tudo é fácil ''3520000Citação
/pt/t/24193/e-preciso-amar-as-pessoasÉ preciso amar as pessoas3490000Citação
/pt/t/24198/hoje-e-pra-quem-amaHoje é pra quem ama!2690000Citação
/pt/t/24200/ha-pessoas-que-nos-libertamHá pessoas que nos libertam2280000Citação
/pt/t/24201/hoje-me-dei-conta-deHoje me dei conta de2250000Citação
/pt/t/24176/liberdade-essa-palavra-que-o...Liberdade, essa palavra que o2190000Citação
/pt/t/24195/dai-me-senhor-a-perseveranca-dasDaí-me, Senhor, a perseverança das1990000Citação
/pt/t/24199/ha-pessoas-que-nos-falamHá pessoas que nos falam1980000Citação
/pt/t/24185/primavera-a-primavera-chegara-mesmoPrimavera A primavera chegará, mesmo1980000Citação
/pt/t/24194/eu-nao-necessito-de-umEu não necessito de um1960000Citação
/pt/t/24190/quanto-mais-me-despedaco-maisQuanto mais me despedaço, mais1790000Citação
/pt/t/24189/quero-ver-te-a-luz-doQuero ver-te à luz do1770000Citação
/pt/t/24187/sobre-o-tempo-vem-maisSobre o tempo vem mais1770000Citação
/pt/t/24180/excerto-da-poesia-oExcerto da poesia: O VENTO1680000Citação
/pt/t/24182/liberdade-essa-palaLiberdade, essa palavra :que o1660000Citação
/pt/t/24179/excerto-da-poesia-desenho-Excerto da poesia '''DESENHO''' (...)1650000Citação
/pt/t/24192/poderia-fazer-uma-grande-declaracaoPoderia fazer uma grande declaração1630000Citação
/pt/t/24183/nocoes-entre-mim-eNoções (...) Entre mim e1550000Citação
/pt/t/24188/romantismo--quem-tiRomantismo :Quem tivesse um1480000Citação
/pt/t/24178/depois-do-carnaval-terminado-oDepois do Carnaval Terminado o1460000Citação
/pt/t/24177/de-seu-calmo-escondeDe seu calmo esconderijo,:o ouro1360000Citação
/pt/t/24184/nocoes-o-meu-deus-istoNoções (...)Ó meu Deus, isto1340000Citação
/pt/t/24186/serenatapermita-queSerenata:Permita que eu feche os1330000Citação
/pt/t/24181/excerto-da-poesia-cExcerto da poesia: Canção (...)O1250000Citação