281 online
Eugénio de Andrade
Nasceu a 19 Janeiro 1923
(Fundão, Portugal)

Morreu em 13 Junho 2005
(Porto)

Eugénio de Andrade, pseudónimo de José Fontinhas foi um poeta português.
wer54w66sf32re2
 
Título Visto Gosto Favorito Coments Livro Dat
/pt/t/1518/e-urgente-o-amorÉ urgente o amor35571212281087Poema
/pt/t/1517/passamos-pelas-coisas-sem-as-verPassamos pelas coisas sem as ver16225122163177Poema
/pt/t/2488/adeusAdeus627475510Poema
/pt/t/1519/entre-os-teus-labiosEntre os teus lábios12584679194Poema
/pt/t/1532/foi-para-ti-que-criei-as-rosasFoi para ti que criei as rosas114835250109Poema
/pt/t/2480/poema-a-maePoema à mãe647450300Poema
/pt/t/1530/devias-estar-aqui-rente-aos-meus-labiosDevias estar aqui rente aos meus lábios120034519067Poema
/pt/t/1526/se-tu-a-palavraSê tu a palavra107784151226Poema
/pt/t/1528/ainda-sabemos-cantarAinda sabemos cantar8921372020Poema
/pt/t/13449/havia-uma-palavraHavia uma palavra1018036000Poema
/pt/t/1535/hoje-roubei-todas-as-rosas-dos-jardinsHoje roubei todas as rosas dos jardins1132235110119Poema
/pt/t/6870/o-silencioO Silêncio1073734330Poema
/pt/t/1534/se-paciente;-esperaSê paciente; espera108353361224Poema
/pt/t/1525/levar-te-a-bocaLevar-te à boca95103240128Poema
/pt/t/1524/a-bocaA boca937232302Poema
/pt/t/1533/humido-de-beijos-e-de-lagrimasHúmido de beijos e de lágrimas91143151121Poema
/pt/t/1523/procura-a-maravilhaProcura a maravilha100153031200Poema
/pt/t/1522/musica-levai-meMúsica, levai-me92062800138Poema
/pt/t/2464/as-palavrasAs palavras589528200Poema
/pt/t/3772/amorAmor655027200Poema
/pt/t/1520/diz-homem-diz-crianca-diz-estrelaDiz homem, diz criança, diz estrela9363250072Poema
/pt/t/1538/eram-de-longeEram de longe8056242097Poema
/pt/t/9852/algumas-reflexoes-sobre-a-mulherAlgumas Reflexões Sobre a Mulher825923110Poema
/pt/t/3137/o-sorrisoO Sorriso670723110Poema
/pt/t/1531/de-palavra-em-palavraDe palavra em palavra9470223157Poema
/pt/t/1529/nunca-o-verao-se-demoraraNunca o verão se demorara79101910156Poema
/pt/t/9853/ultima-cancaoÚltima Canção655219000Poema
/pt/t/1521/e-na-escura-folhagem-do-sonoÉ na escura folhagem do sono7994180081Poema
/pt/t/1527/colhe-todo-o-oiroColhe todo o oiro7746170047Poema
/pt/t/2041/urgentementeUrgentemente518017000Poema
/pt/t/2138/os-amantes-sem-dinheiroOs amantes sem dinheiro442914100Poema
/pt/t/6877/o-pequeno-sismoO Pequeno Sismo558913000Poema
/pt/t/2020/frente-a-frenteFrente a frente467413300Poema
/pt/t/6873/rosa-do-mundoRosa do Mundo665012000Poema
/pt/t/6876/in-memorianIn Memorian516112000Poema
/pt/t/6875/o-inominavelO Inominável683811000Poema
/pt/t/6872/sobre-a-terraSobre a Terra586411000Poema
/pt/t/1536/a-breve-azul-cantilenaÀ breve, azul cantilena760910303Poema
/pt/t/13491/ao-miguel-no-seu-4o-aniversario-e-contra-o-nuclear-naturalmenteAo Miguel, no seu 4º Aniversário, e contra o nuclear, naturalmente53229000Poema
/pt/t/3126/como-se-houvesse-uma-tempestadeComo se houvesse uma tempestade48388000Poema
/pt/t/1539/a-raiz-do-linhoA raiz do linho723870010Poema
/pt/t/6874/as-macasAs maças61557000Poema
/pt/t/6871/os-pessegosOs Pêssegos58947000Poema
/pt/t/3141/o-amigoO amigo51727000Poema
/pt/t/3125/as-maosAs mãos49387100Poema
/pt/t/2486/rotinaRotina47137000Poema
/pt/t/2489/as-amorasAs amoras43777000Poema
/pt/t/2009/poema-xviiiPoema XVIII40027000Poema
/pt/t/3140/nao-seiNão sei51906100Poema
/pt/t/2487/quase-nadaQuase nada51585000Poema
/pt/t/3770/nas-ervasNas ervas42605000Poema
/pt/t/2482/o-noite-porque-has-de-vir-sempre-molhadaÓ noite, porque hás-de vir sempre molhada!42255100Poema
/pt/t/2484/lisboaLisboa42205000Poema
/pt/t/3129/que-diremos-aindaQue diremos ainda?47174000Poema
/pt/t/3139/a-silabaA Sílaba42734100Poema
/pt/t/3490/lettera-amorosaLettera amorosa42624000Poema
/pt/t/3131/casa-na-chuvaCasa na chuva42354000Poema
/pt/t/3128/pequena-elegia-de-setembroPequena elegia de setembro41714000Poema
/pt/t/3135/oico-correr-a-noite-pelos-sulcosOiço correr a noite pelos sulcos40434000Poema
/pt/t/2826/surdo-subterraneo-rioSurdo, Subterrâneo Rio36964000Poema
/pt/t/3138/mulheres-de-pretoMulheres de preto44083000Poema
/pt/t/3133/tres-ou-quatro-silabasTrês ou quatro sílabas42943000Poema
/pt/t/3142/ha-diasHá dias52402000Poema
/pt/t/3134/o-muro-e-brancoO muro é branco40322000Poema
/pt/t/3130/cristalizacoesCristalizações39692000Poema
/pt/t/3124/shelley-sem-anjos-e-sem-purezaShelley sem anjos e sem pureza,37262000Poema
/pt/t/3489/deixa-a-maoDeixa a mão45971000Poema
/pt/t/3136/ignoro-o-que-seja-a-flor-da-aguaIgnoro o que seja a flor da água40991000Poema
/pt/t/3132/desde-a-auroraDesde a aurora41410000Poema
/pt/t/37613/ser-jovem-nao-e-facilSer jovem não é fácil.4120000Citação
/pt/t/37617/foi-sempre-pelos-olhos-dosFoi sempre pelos olhos dos3380000Citação
/pt/t/37618/sei-que-o-poema-eSei que o poema é3340000Citação
/pt/t/37615/sou-solitario-por-natureza-noSou solitário por natureza. No3110000Citação
/pt/t/37634/o-silencio-e-a-minhaO silêncio é a minha3080000Citação
/pt/t/37606/nao-ha-caminhos-faceis-paraNão há caminhos fáceis para2910000Citação
/pt/t/37640/o-mal-e-a-ausenciaO mal é a ausência2850000Citação
/pt/t/37631/o-mundo-e-conduzido-porO mundo é conduzido por2770000Citação
/pt/t/37636/nenhuma-relacao-profunda-e-facilNenhuma relação profunda é fácil.2760000Citação
/pt/t/37632/eu-nem-sequer-gosto-deEu nem sequer gosto de2700000Citação
/pt/t/37627/a-poesia-nao-faz-faltaA poesia não faz falta2610000Citação
/pt/t/37633/as-palavras-sao-a-nossaAs palavras são a nossa2600000Citação
/pt/t/37620/que-relacao-pode-existir-entreQue relação pode existir entre2590000Citação
/pt/t/37621/quando-se-e-muito-jovemQuando se é muito jovem2560000Citação
/pt/t/37607/a-musica-que-me-saiA música que me sai2550000Citação
/pt/t/37605/so-atraves-do-corpo-nosSó através do corpo nos2540000Citação
/pt/t/37623/ser-poeta-tambem-e-issoSer poeta também é isso,2370000Citação
/pt/t/37638/a-solidao-nao-e-forcosamenteA solidão não é forçosamente2360000Citação
/pt/t/37616/nao-ha-arte-sem-tradicaoNão há arte sem tradição,2300000Citação
/pt/t/37614/e-possivel-que-a-poesiaÉ possível que a poesia2290000Citação
/pt/t/37624/a-poesia-e-o-infernoA poesia é o inferno;2180000Citação
/pt/t/37608/uma-palavra-e-como-aUma palavra é como a2120000Citação
/pt/t/37637/a-independencia-tem-um-precoA independência tem um preço,2110000Citação
/pt/t/37629/e-raro-que-os-poetasÉ raro que os poetas2030000Citação
/pt/t/37635/todas-as-casas-onde-haTodas as casas onde há2020000Citação
/pt/t/37603/e-possivel-que-so-asÉ possível que só as2020000Citação
/pt/t/37626/a-arte-da-poesia-requerA arte da poesia requer2020000Citação
/pt/t/37604/em-toda-a-obra-deEm toda a obra de2010000Citação
/pt/t/37630/nem-sempre-os-livros-deNem sempre os livros de2010000Citação
/pt/t/37609/o-processo-de-criacao-naoO processo de criação não2000000Citação
/pt/t/37610/a-juventude-nao-precisa-deA juventude não precisa de2000000Citação
/pt/t/37612/o-poeta-e-incapaz-deO poeta é incapaz de1970000Citação
/pt/t/37611/a-infancia-no-poeta-jamaisA infância, no poeta, jamais1960000Citação
/pt/t/37622/a-sabedoria-do-poeta-eA sabedoria do poeta é1960000Citação
/pt/t/37628/caridade-e-uma-palavra-deCaridade é uma palavra de1950000Citação
/pt/t/37619/nenhum-poeta-autentico-e-aNenhum poeta autêntico (e a1930000Citação
/pt/t/37625/e-na-nossa-poesia-queÉ na nossa poesia que1920000Citação
/pt/t/37639/o-sucesso-de-uma-obraO sucesso de uma obra1820000Citação