213 online
Luiza Neto Jorge
Nasceu a 1939
(Lisboa)

Morreu em 1989

 
Título Visto Gosto Favorito Coments Livro Dat
/pt/t/3300/o-poema-ensina-a-cairO poema ensina a cair2591000Poema
/pt/t/3306/a-cabeca-em-ambulanciaA cabeça em ambulância3350000Poema
/pt/t/3296/o-corpo-insurrectoO Corpo Insurrecto3180000Poema
/pt/t/3307/a-casa-do-mundoA casa do mundo2730000Poema
/pt/t/3295/algo-se-me-assemelhaAlgo se me assemelha2710000Poema
/pt/t/3305/noite-petalaNoite-Pétala2710000Poema
/pt/t/3298/as-revolucoes-da-materiaAs Revoluções da Matéria2660000Poema
/pt/t/3299/a-magnoliaA magnólia2570000Poema
/pt/t/3303/encantatoriaEncantatória2510000Poema
/pt/t/3304/venho-de-dentroabriu-se-a-portaVenho de dentro,abriu-se a porta2500000Poema
/pt/t/3291/do-medo-iDo Medo I2380000Poema
/pt/t/3293/a-porta-aportaA porta aporta2380000Poema
/pt/t/3301/recanto-2Recanto 22370000Poema
/pt/t/3302/so-neto-jorgeluizaSO-NETO JORGE,Luiza2270000Poema
/pt/t/3297/as-casasAs casas2230000Poema
/pt/t/3294/o-poemaO Poema2200000Poema
/pt/t/3292/e-do-espanto-iiE do Espanto II2100000Poema
/pt/t/47772/dificil-poema-de-amorDifícil Poema de Amor260000Poema
/pt/t/47770/o-sitio-em-vistaO Sítio em Vista220000Poema
/pt/t/47771/anos-quarenta-os-meusAnos Quarenta, os Meus220000Poema
/pt/t/47768/a-cabeca-em-ambulanciaA cabeça em ambulância220000Poema
/pt/t/47769/a-divisibilidade-a-invisibilidade-a-doisA Divisibilidade: a Invisibilidade a Dois180000Poema