escritas Home Poetas Novos Poetas Zona Pessoal Portugal Entrar
213 online

Poeta Poemas Biografia Multimédia Livro Estante Atividade Seguinte

comentários
Mário Rui de Oliveira

Clica se gostas

Coloca nos teus Favoritos

Diz o que pensas
Mark Rothko

Mede a tapeçaria como quem entra no santuário e quebra o espelho de
uma ausência. Suas cores são um milagre. De púrpura violácea, de
púrpura escarlate, de púrpura carmesin.

Assim o manto do seu encontro. Feito de romãs e sinos de oiro. Da
matéria dos holocaustos.

(para José Tolentino Mendonça)