Domingos Carvalho da Silva

Domingos Carvalho da Silva
Jabuti
Nasceu a 21 Junho 1915 (Pedroso (Portugal))
Morreu em 26 Abril 2003 (São Paulo)
Comentários
Domingos Carvalho da Silva (Pedroso Portugal 1915) cursou Direito na Universidade de São Paulo entre 1933 e 1937. Foi presidente, em 1936, da Academia de Letras da Faculdade de Direito, e fundador da revista Arcádia. Publicou seu primeiro livro de poesia, Bem-Amada Ifigênia, em 1943, ano em que também colaborou na página literária do Correio Paulistano. Em 1947 fundou a Revista Brasileira de Poesia, com Péricles Eugênio da Silva Ramos, entre outros. No ano seguinte, foi organizador do Iº Congresso Paulista de Poesia. Em 1954, foi membro da Comissão Organizadora do Primeiro Congresso Internacional de Escritores. Colaborou em vários periódicos paulistas e foi redator do Diário de S. Paulo. Na década de 1960 participou de vários congressos e comissões de literatura; em 1966, tornou-se professor na Universidade Nacional de Brasília DF. Um dos fundadores do Clube de Poesia de Brasília, tornou-se seu presidente em 1974. Em 1977 recebeu o prêmio Jabuti de Poesia, pelo livro Vida Prática (1976). Sua obra poética inclui os livros Praia Oculta (1949), À Margem do Tempo (1979), Múltipla Escolha (1980) e Liberdade Embora Tarde (1984). Sua poesia filia-se à terceira geração do Modernismo; no entanto, para o crítico Adolfo Casais Monteiro, "Domingos Carvalho da Silva é (...) um poeta que, pela diversidade das formas reveladas ao longo da sua já extensa produção, pela larga escala de interesses que a sua poesia revela, não pode ser situada num grupo delimitado; as suas tendências impõem-nos reconhecer, pelo contrário, representar ele melhor o homem de hoje do que qualquer 'escola'.".