Ilka Brunhilde Laurito

Ilka Brunhilde Laurito
Ilka Brunhilde Laurito foi uma escritora, poetisa e professora brasileira.
Jabuti
Nasceu a 10 Julho 1925 (São Paulo, Brasil)
Morreu em 11 Dezembro 2012 (Corumbataí)
Comentários
Ilka Brunhilde Laurito (São Paulo SP 1925) publicou seu primeiro livro de poesia, Caminho, em 1948. No ano seguinte licenciou-se em Letras pela Universidade de São Paulo. Vem publicando desde então contos, crônicas e literatura infanto-juvenil. Nas décadas de 1960 e 1980 trabalhou no magistério secundário e superior. Foi diretora do Departamento de Cinema e Educação da Cinemateca Brasileira, em 1962. Entre 1969 e 1975 participou em movimentos de divulgação, como Poesia na Praça, com exposição de poemas na Praça da República, em São Paulo SP. Na década de 1980 organizou o livro Casimiro de Abreu, da coleção Literatura Comentada (Abril Educação), e publicou Crônica: História, Teoria e Prática, em co-autoria com Flora Bender. Entre 1987 e 1990 recebeu o Prêmio Jabuti de Poesia, pelo livro Canteiro de Obras, e o Prêmio Jabuti de Literatura Juvenil, pelo livro A Menina que Fez a América. Em 1995 ocorreu a publicação de seu livro de crônicas Parque de Diversões. A poesia de Ilka Brunhilde Laurito é de tendência contemporânea; entre suas obras estão Autobiografia de Mãos Dadas (1958), Janela de Apartamento (1968) e Genetrix (1982). O crítico Alcides Villaça afirmou, sobre Canteiro de Obras (1985): “estes poemas têm a natureza de um múltiplo cultivo amoroso: do outro, da palavra, do espelho exigente. Porque líricos, dirigem a tudo que tocam um chamado que tem corpo, gesto e rosto; porque maduros, trabalham dolorosamente a falta de uma resposta plena, que nem o amado, nem os nomes, nem o auto-retrato pode oferecer.”