Joaquim Manuel de Macedo

Joaquim Manuel de Macedo
Joaquim Manuel de Macedo foi um médico e escritor brasileiro.
Romantismo
Nasceu a 24 Junho 1820 (São João de Itaboraí, Rio de Janeiro, Brasil)
Morreu em 11 Maio 1882 (Rio de Janeiro, Brasil)
Comentários
Joaquim Manuel de Macedo (São João de Itaboraí RJ 1820 - Rio de Janeiro RJ 1882) concluiu o Curso de Medicina na Escola Médica do Rio de Janeiro em 1844. No mesmo ano, publicou seu primeiro romance, A Moreninha, que alcançou grande êxito; nas décadas seguintes escreveria mais 16 romances. Em 1949, tornou-se Professor de História e Geografia do Brasil do Colégio Pedro II, cargo em que permaneceria até 1870. Foi sócio-correspondente do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro e fundou, com Gonçalves Dias e Araújo Porto-Alegre, a revista cultural Guanabara. Elegeu-se várias vezes Deputado pelo Partido Liberal (ala conservadora). Em 1857 publicou A Nebulosa, considerado pelo crítico Antonio Candido “o melhor poema-romance do Romantismo”. Macedo publicou 12 peças de teatro e é considerado um dos maiores prosadores do Romantismo brasileiro. Em sua poesia encontram-se traços românticos bastante característicos, como amores fatais, cenários de tempestade, imagens de donzelas angelicais e sonhadoras.