Carlos Drummond de Andrade

Carlos Drummond de Andrade
Carlos Drummond de Andrade foi um poeta, contista e cronista brasileiro, considerado por muitos o mais influente poeta brasileiro do século XX.
Jabuti
Nasceu a 31 Outubro 1902 (Itabira do Mato Dentro, Minas Gerais, Brasil)
Morreu em 17 Agosto 1987 (Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil)
Comentários
Alguma Poesia
1930
Alguma Poesia
Brejo Das Almas
1934
Brejo Das Almas
Sentimento do Mundo
1940
Sentimento do Mundo
José
1942
José
A rosa do povo
1945
A rosa do povo
Novos Poemas
1948
Novos Poemas
Claro Enigma
1951
Claro Enigma
Fazendeiro do Ar
1954
Fazendeiro do Ar
Fala, amendoeira
1957
Fala, amendoeira
A falta que ama
1957
A falta que ama
Cadeira de balanço: crônicas
1966
Cadeira de balanço: crônicas
Versiprosa II
1967
Versiprosa II
Versiprosa
1967
Versiprosa
A vida passada a limpo
1973
A vida passada a limpo
As impurezas do branco
1973
As impurezas do branco
Os dias lindos
1977
Os dias lindos
O amor natural
1978
O amor natural
Discurso de primavera e algumas sombras
1978
Discurso de primavera e algumas sombras
Antologia poética
1978
Antologia poética
A paixão medida
1980
A paixão medida
O elefante
1984
O elefante
Corpo
1984
Corpo
Amar se aprende amando
1985
Amar se aprende amando
Boitempo
1986
Boitempo
Farewell
1996
Farewell
Daqui Estou Vendo o Amor
2013
Daqui Estou Vendo o Amor
Crônicas
1940
Crônicas
Sentimento do mundo
1940
Sentimento do mundo
Auto-retrato e outras crônicas
1943
Auto-retrato e outras crônicas
As palavras que ningúem diz: crônica
1945
As palavras que ningúem diz: crônica
Prosa seleta
1945
Prosa seleta
O gerente
1945
O gerente
Contos de aprendiz
1951
Contos de aprendiz
A cor de cada um
1952
A cor de cada um
Passeios na ilha: divagações sôbre a vida literária e outras matérias
1952
Passeios na ilha: divagações sôbre a vida literária e outras matérias
Fazendeiro do ar: suivi de Poesia até agora
1955
Fazendeiro do ar: suivi de Poesia até agora
A vida passada a limpo ; A falta que ama
1962
A vida passada a limpo ; A falta que ama
A bolsa  e  a vida: crônicas em prosa e verso
1962
A bolsa e a vida: crônicas em prosa e verso
A senha do mundo
1970
A senha do mundo
Caminhos de João Brandão
1970
Caminhos de João Brandão
De notícias e não-notícias faz-se a crônica
1974
De notícias e não-notícias faz-se a crônica
70 historinhas: antologia
1978
70 historinhas: antologia
Receita de ano novo
1981
Receita de ano novo
Vó caiu na piscina
1981
Vó caiu na piscina
Contos plausíveis
1981
Contos plausíveis
Aquele Córrego
1984
Aquele Córrego
Conversa de livraria, 1941 e 1948
1984
Conversa de livraria, 1941 e 1948
Dom Quixote: Cervantes
1984
Dom Quixote: Cervantes
Para gostar de ler: cronicas
1984
Para gostar de ler: cronicas
Poesia completa: conforme as disposições do autor
1984
Poesia completa: conforme as disposições do autor
Confissões de Minas
1984
Confissões de Minas
Boca de luar
1984
Boca de luar
Amar se aprende amando: poesia de convívio e de humor
1985
Amar se aprende amando: poesia de convívio e de humor
Declaração de amor: canção de namorados
1985
Declaração de amor: canção de namorados
Quarenta Historinhas E Cinco Poemas
1985
Quarenta Historinhas E Cinco Poemas
Boitempo: menino antigo
1985
Boitempo: menino antigo
O observador no escritório
1985
O observador no escritório
Antes da Meia-Noite: Contos
1985
Antes da Meia-Noite: Contos
Poesia, literaturas de expressão portuguesa--João Cabral de Melo Neto, Carlos Drummond de Andrade
1985
Poesia, literaturas de expressão portuguesa--João Cabral de Melo Neto, Carlos Drummond de Andrade
O poder ultrajovem
1985
O poder ultrajovem
Tempo vida poesia
1986
Tempo vida poesia
Moça deitada na grama
1987
Moça deitada na grama
O avesso das coisas
1987
O avesso das coisas