101 online
Clara
Escura
Português
Español
English

Eugénio de Andrade

Eugénio de Andrade
Nasceu a 19 Janeiro 1923
(Fundão, Portugal)
Morreu em 13 Junho 2005
(Porto)
Eugénio de Andrade, pseudónimo de José Fontinhas foi um poeta português.
459156 visualizações
1525 4 18
 
Os dóceis animais
2004
Os dóceis animais
Fruta tocada por falta de jardineiro: Prosa resunida. Vol. 1
2003
Fruta tocada por falta de jardineiro: Prosa resunida. Vol. 1
Poemas portugueses para a juventude
2002
Poemas portugueses para a juventude
Os sulcos da sede
2001
Os sulcos da sede
Ofício de paciência
2000
Ofício de paciência
Svrchovanost: [vertentes do olhar, antologia breve a branco no branco]
1999
Svrchovanost: [vertentes do olhar, antologia breve a branco no branco]
Sulcos e poemas
1999
Sulcos e poemas
Os lugares do lume
1998
Os lugares do lume
A sombra da memória
1993
A sombra da memória
Rente ao dizer
1992
Rente ao dizer
O comum da terra
1992
O comum da terra
Contra a obscuridade
1992
Contra a obscuridade
Com o sol em cada sílaba
1991
Com o sol em cada sílaba
Contra la escuridá
1988
Contra la escuridá
Traduções
1988
Traduções
O outro nome da terra
1988
O outro nome da terra
Coração habitado
1988
Coração habitado
Porto: os sulcos do olhar
1988
Porto: os sulcos do olhar
Vertentes do olhar
1987
Vertentes do olhar
Alentejo não tem sombra: antologia de poesia contemporânea sobre o Alentejo
1983
Alentejo não tem sombra: antologia de poesia contemporânea sobre o Alentejo
Escrita da terra
1983
Escrita da terra
Chuva sobre o rosto
1982
Chuva sobre o rosto
Matéria solar
1980
Matéria solar
Primeiros poemas: as mãos e os frutos ; os amantes sem dinheiro
1978
Primeiros poemas: as mãos e os frutos ; os amantes sem dinheiro
Coração do dia ; Mar de setembro
1977
Coração do dia ; Mar de setembro
História de égua branca
1976
História de égua branca
Antologia breve
1972
Antologia breve
Obscuro dominio
1971
Obscuro dominio
As mãos e os frutos
1960
As mãos e os frutos
As palavras interditas ; Até amanhã
1951
As palavras interditas ; Até amanhã