O cheiro do homem

















;***








O cheiro do homem





O cheiro de um homem é inconfundido



           O cheiro único vai quebrando as algemas.

                                                                                   

Os homens apaixonados atraem fémeas

                                                                                   

No cheiro típico de ferótico libido





O cheiro dos homens mescla-se em fendas

                                                                                   

Nas confusas oscilações de dois amantes

                                                                                   

O seu perfume só exala nos instantes

                                                                                   

Quando ele se da a musa em oferenda







O cheiro do homem é confuso e inebria

                                                                                                     

             Surge da masculinidade em extasia                      



Trazendo as mulheres desejos e intentos





                                                                                   

O cheiro do homem mascara a consciência

                                                                                   

Quando fica gravado em toda sua essência  



Nos secretos segredos dos momentos.







0_3baba_fc874ec4_L (491x400, 261Kb)
 (130x77, 20Kb)
17 Alma e Gort

Nosotros

Gostaria ao versar a vida e descrever
Da longa estrada aqui o que é viver
Nascer crescer reproduzir e morrer
Em que voltamos ao pó em nos perder

Somos parte de uma cadeia genética
Olhamos o que o universo em sua ética
Suas dimensões e que chegamos a crer
Numa magna essência diversa de poder

O místico mistério induz nossa mente
A provas mui potentes e intimamente
Irrealizações sonhos irreais e desprazer
Fazendo com isso seu jogo do porque?

Mas temos livre o arbitrio de escolher
Provas duras em alguns vem maldizer
A região raça a estirpe a personalidade
A tudo dura prova ver-se a intensidade

Atraidos pela grande força da paixão
Busca do prazer hipnótico da emoção
Procurando nela nossa real felicidade
Sabendo que é estígma de infidelidade

Livro de estórias da vida aos milhares
Mesmos dramas,canto de mui penares
Como rostos humanos em nada iguais
Mais levando os medos dos tais quais

Humanos de um tempo um centenario
Não mais que ao máximo octogenário
E tudo vai, na demencia da existência
Na vida que se segue em sua crença

Os momentos nos foram oferecidos
Para vivermos vida em choros e risos
Com nalgum proposito neles acredito
De tudo que passamos em bendito...

Viver em cada segundo como último
Em canto de amor no riso ou tristeza
Em tudo que vimos da vida a realeza
Aprendamos o jogo da vida em proeza

Cada paixão é livro de ensinamentos
Cada música um universo de momentos
Cada imagem em simbolo atrás de manto
Cada verso da vida vivamos seu encanto

Por fim nada disse da vida o que quis
Porque a vida é mais do que se diz
43 Alma e Gort

A esperança que consola

Image and video hosting by TinyPic

No intento inflamado de mostrar a luz

Não apenas em versos de assassinato,

O comovedor ato que de vileza ingrato,

O colocou como um réu naquela cruz.



Há o suborno desta vida maldizente,

Hora nos faz rir ou chorar sofrimento,

Em que caímos como de um momento,

Na realidade em que se faz um crente.



Máscara bizarra de mentes doentes

Ou mesmo um simples ato descrente,

Que a desobediência chama de pecado,

Acorrenta como um vício atroz malvado.



Marchamos assim descuidosamente

Numa mente atrofiada de descrente,

Como cegos sem guia para eternidade,

Sem percebermos o surpreendente.



Deixamos o amanha à Deus pertence,

Mas, se o amanhã é o hoje incoerente,

Já se foi o tempo do arrependimento,

O que se segue é o que vem na frente.



Só um único Homem amou a verdade

A criação humana mostrou a liberdade,

De escolher seu destino inconsequente,

Dentro da nossa causa infeliz fatalidade.



Ele mostrou ao mundo o que é o amor

Pagou ao inimigo preço do nosso penhor,

Em troca somente que seguisse os passos

Tal qual é nosso irmão amigo salvador.



Prometeu aos que o seguirem liberdade,

Que salvaria da morte eterna humanidade,

E viria buscar predestinando escolhidos

Na eternidade num real viver de liberdade



Hoje em ciência o ser joga sua sorte,

Desfeita e descrédito contínuo alheio,

Mesmo vendo a vida em cruel realidade,

Da sua própria prisão na infelicidade.



Afunda num poço de lama e angustia,

Seu masoquismo leva em si a sepultura,

Transtornado envelhece em sofrimento

E desconhece a paz e o sentimento.



E Jesus continua a nos mostrar enfim,

Dizendo em palavras …Vem a mim

Eu sou a verdade, não estais sozinhos

Ninguém vai ao Pai senão por mim.



A verdade é de clareza mui profunda,

A visão sagrada do Cristo é oriunda,

Do Espírito de um Deus que nos formou,

E nos fazemos parte de grande penhor.



Mas a criatura quer mais do Senhor,

Pra aceitar o dom da suprema sapiência,

E a humanidade busca em sua ciência

São poucos que têm Jesus O Salvador.



Mais Ele prometeu com toda autoridade,

Para aqueles que aceitam suas verdades,

Possuírem Nele o selo da sua identidade

Pra viverem nesta terra essa realidade.



JESUS, SENHOR DA LUZ E DA LIBERDADE
73 Alma e Gort
74 Alma e Gort
133 Alma e Gort
134 Alma e Gort