226 online
Clara
Escura
Português
Español
English

Sirlânio Jorge Dias Gomes (R)

Sirlânio Jorge Dias Gomes (R)
Ver Perfil - sirlanio2017
Nasceu a 14 Abril 1972
(Minas Gerais)
Abre a mente ao que eu te revelo e retém bem o que eu te digo, pois não é ciência ouvir sem reter o que se escuta.(Dante Alighieri) Um homem apaixonado por poesia. Tento traduzir os pensamentos na fidelidade que estes me concebem.Não tenho a pretensão de ser poeta,e se por acaso as palavras me metamorfosear em algo parecido,não me culpe;apenas me perdoe.(Sirlânio Jorge Dias Gomes)
85471 visualizações
17 2 2
 

Pungente pesar


Pranteiam os versos na aflita noite,
Despeito coração dolente,
Cerra meus olhos casta morte,
Declina do meu peito estas lágrimas,
Contrição abrasada que me tortura.
Dos meus lábios verte o fel,
Fado purpúreo da minha boca,
Mordaça rouca do meu lamento,
Acrisolado aljofre chameja,
Intrínseco porvir escusa.