233 online
Clara
Escura
Português
Español
English

Sirlânio Jorge Dias Gomes (R)

Sirlânio Jorge Dias Gomes (R)
Ver Perfil - sirlanio2017
Nasceu a 14 Abril 1972
(Minas Gerais)
Abre a mente ao que eu te revelo e retém bem o que eu te digo, pois não é ciência ouvir sem reter o que se escuta.(Dante Alighieri) Um homem apaixonado por poesia. Tento traduzir os pensamentos na fidelidade que estes me concebem.Não tenho a pretensão de ser poeta,e se por acaso as palavras me metamorfosear em algo parecido,não me culpe;apenas me perdoe.(Sirlânio Jorge Dias Gomes)
85442 visualizações
17 2 2
 

Surreal


Trova o louco para escuridão,
Embotado arauto proferido,
Cesura em voz lânguida,
Tremenbunda mãos ávidas,
Sentença professa da tristeza.
Apagam-se as luzes,
Desbotam-se as cores,
Pelejam os astros,
Em seus bosques celestes,
Raízes de pedras,
Endeusados em seu limo.
Encontre o veio do rio,
Sacie a sua sede e sangre.
Não me deseje esta noite,
Sairei e serei brisa,
Ou quem sabe uma estrela,
Infinita lá no céu.
Estarei em teus lábios,
No gosto do beijo,
Na vontade de me querer.
Sente em sua varanda,
veja o que nunca vistes,
Sinta o que jamais quisera,
Não esqueça de abrir a janela,
Perceber o que antes não via.
Deixo o meu sorriso em tua lembrança,
Esse passáro de asas feridas,
Liberto no palato firmamento,
Sobrevoando a simplicidade,
Onde a sombra não me alcança.