100 online
Clara
Escura
Português
Español
English

Sirlânio Jorge Dias Gomes (R)

Sirlânio Jorge Dias Gomes (R)
Ver Perfil - sirlanio2017
Nasceu a 14 Abril 1972
(Minas Gerais)
Abre a mente ao que eu te revelo e retém bem o que eu te digo, pois não é ciência ouvir sem reter o que se escuta.(Dante Alighieri) Um homem apaixonado por poesia. Tento traduzir os pensamentos na fidelidade que estes me concebem.Não tenho a pretensão de ser poeta,e se por acaso as palavras me metamorfosear em algo parecido,não me culpe;apenas me perdoe.(Sirlânio Jorge Dias Gomes)
85527 visualizações
17 2 2
 

Singular


Os nós intrínsecos deste orbe,
Lágrimas silenciosas em seus claustros,
Embaraços do tempo,
Aurora de uma desconhecida noite,
Daquilo que não se viu,
Não sentiu e se foi,
No apressar das coisas da vida,
Do tempo sem tempo.
O céu nublou-se,
Chegou o vento,
Caiu a chuva,
Igual a vida em seus paralelos,
Insistindo que precisamos existir,
Sem sermos escravos,
Da própria liberdade que não temos,
Calabouços do ócio,
Frias armadilhas do prazer.
Tantas palavras soltas,
Tentando expressar o grito,
Do amor que desconhecemos,
Sufocado pela violência das mentes,
Entorpecidas de si mesmas,
Pela ilusão da vaidade,
Sangrando suas vítimas,
Nos enredos da estupidez.