105 online
Clara
Escura
Português
Español
English

Sirlânio Jorge Dias Gomes (R)

Sirlânio Jorge Dias Gomes (R)
Ver Perfil - sirlanio2017
Nasceu a 14 Abril 1972
(Minas Gerais)
Abre a mente ao que eu te revelo e retém bem o que eu te digo, pois não é ciência ouvir sem reter o que se escuta.(Dante Alighieri) Um homem apaixonado por poesia. Tento traduzir os pensamentos na fidelidade que estes me concebem.Não tenho a pretensão de ser poeta,e se por acaso as palavras me metamorfosear em algo parecido,não me culpe;apenas me perdoe.(Sirlânio Jorge Dias Gomes)
85560 visualizações
17 2 2
 

Lamentação


Só eu sei da minha dor, 
Este chicote que me golpeia, 
Onde o pobre aos olhos estultos, 
Parece mesmo uma doença, 
Visão que entende o pranto, 
De todas as vezes que não tive, 
O que a escassez me tirou, 
Na grande trama da vida, 
Resistência do preconceito maldito, 
Espelho da dignidade ultrajada, 
Nos conceitos dos senhores, 
Donos de uma sociedade sórdida, 
Cada vez mais sangrenta. 
Só eu sei o que bem sei, 
Se sobrevivi é um milagre, 
Muitos se perderam no caminho, 
Este desalinho do destino, 
Muitas vezes sem escolhas, 
Que fazem rangerem os dentes, 
Buscando a esperança escondida, 
Nos braços da morte, 
Eterna mãe bendita, 
Invólucro dos destemidos, 
Banhado pela última lágrima, 
Protesto silencioso que se cala, 
Para o alívio dos hipócritas, 
Em seus castelos de vidro.