92 online
Clara
Escura
Português
Español
English

Sirlânio Jorge Dias Gomes (R)

Sirlânio Jorge Dias Gomes (R)
Ver Perfil - sirlanio2017
Nasceu a 14 Abril 1972
(Minas Gerais)
Abre a mente ao que eu te revelo e retém bem o que eu te digo, pois não é ciência ouvir sem reter o que se escuta.(Dante Alighieri) Um homem apaixonado por poesia. Tento traduzir os pensamentos na fidelidade que estes me concebem.Não tenho a pretensão de ser poeta,e se por acaso as palavras me metamorfosear em algo parecido,não me culpe;apenas me perdoe.(Sirlânio Jorge Dias Gomes)
85505 visualizações
17 2 2
 

Fim


Os termos se perderam no tempo, 
Deixamos murchar a flor do amor, 
Abusamos da nossa liberdade, 
Na frieza das emoções entristecidas, 
Atrasando o relógio dos nossos corações, 
Perdidos nos atalhos da amargura, 
Cansados ao buscar o inatingível. 

As estações deixaram de ser obsequiosas, 
Apagou-se a chama da lareira, 
A casa tornou-se fria na ausência do inverno, 
O verão escondeu de nós a beleza do sol, 
O outono desfolhou nossas esperanças, 
Da primavera não restaram flores,
Ressequiram-se quando nos traímos. 

Formidáveis foram os dias ao teu lado, 
Egrégios momentos soberanos de intimidade, 
Fortuita atração distraída em si, 
Subtraída pelo egoísmo do olhar, 
Singular silêncio da despedida, 
Aceno corpóreo emudecido pela dor, 
Ressentida paixão meneada em cinzas. 

Sirlânio Jorge Dias Gomes