Fernando Pessoa

Fernando Pessoa

Fernando António Nogueira Pessoa, mais conhecido como Fernando Pessoa, foi um poeta, filósofo e escritor português. Fernando Pessoa é o mais universal poeta português.

1888-06-13 Lisboa, Portugal
1935-11-30 Lisboa
3303876
151
2891

X. MAR PORTUGUÊS

Ó mar salgado, quanto do teu sal
São lágrimas de Portugal!
Por te cruzarmos, quantas mães choraram,
Quantos filhos em vão rezaram!
Quantas noivas ficaram por casar
Para que fosses nosso, ó mar!

Valeu a pena? Tudo vale a pena
Se a alma não é pequena.
Quem quer passar além do Bojador
Tem que passar além da dor.
Deus ao mar o perigo e o abismo deu,
Mas nele é que espelhou o céu.
61349
173


Prémios e Movimentos

Orfismo
-
ademir domingos zanotelli
Grande escritor Português... que nos deu os mais belos textos. ademir o poeta.
24/março/2024
-
mgenthbjpafa21
Fuck the inevitability of human error and incompletude, you, Yeats, Byron, Paul Elouard, Nosso revolver agora contado além do meu pai...
14/agosto/2019
-
mgenthbjpafa21
Escuta meu caro, espelhou céu nenhum, a tua visâo é anterior a tuso na física quantica que nos trouxe um novo universo e a puta do colapso da wave function para começar...
14/agosto/2019
Izabella Fressato Santos
Enquanto brasileiros e descendente de portugueses devemos ser orgulhosos por isso. Eles civilizaram o nosso país, nos deixaram um grande exemplo quando se trata de artes, pois as arquiteturas lusitanas daqui do Brasil são lindas. Esse orgulho não deve ser sentido apenas por nós, mas também por nossos irmãos de sangue latino, herdeiros dos espanhóis e italianos que vivem espalhados pelo mundo.
14/agosto/2017
Dias
Certos comentários feitos aqui, nem merecem resposta, nem um minuto de reflexão de tão ignorantes que são. Quem não entende a Poesia Universal e Humanista de Fernando Pessoa, mais vale se remeter ao silêncio.
08/agosto/2017
Geise Bel
Bia que chato
21/junho/2017
imo
rtal
08/janeiro/2017
um aluno obrigado
muito horrivel
08/janeiro/2017
E. Sá Magalhaes
Resposta a Antonio Muiños de Suza Araújo Tens nome Espanhol. Realmente vosses sabem mais das lagrimas dos outros.
15/novembro/2016
Antonio Muiños de Suza Araújo
No mar ficaram as derramadas ao cruza-lo. Em terra, como agora, adubam o solo em que nos fixamos. Meu pai as derramou de saudades... Eu as derramo por meu pai...
17/novembro/2013
-
De fato o poema é muito bonito!
Mas isso não é motivo para orgulho, já que Portugal foi um país explorador de colônias; Sem dúvidas há mais sal no mar proveniente das lágrimas das colônias de Portugal do que sal das lágrimas de Portugal
23/abril/2013
portuguesa de portugal
De facto orgulhosa dos meus antepassados.

14/março/2013
Ghaspar
Ele quis dizer que Portugal é um país à beira do Atlantico....E que por séculos viveu em função e do mar....com as descobertas maritimas, a pesca.... etc etc etc.
Então , isto custou muito sacrificio e vidas dos portugueses, daí o sal do mar ser resultado das lagrimas dos portugueses ( um exagero poético, lógicamente).........
Mas tudo valeu a pena, devido à grandiosiade da alma portuguesa e das vantagens auferidas por tais aventuras...
E finalmente, a despeito do mar ser terrivel.....foi nele que Deus espelhou o céu....



07/junho/2012
-
nao sei
mas e mmuito lindo o poema
20/maio/2012
-
gostei muito
23/outubro/2011
-
oq ele quer dizer
07/setembro/2011

Quem Gosta

Quem Gosta

Seguidores