Florbela Espanca

Florbela Espanca

Florbela Espanca, batizada como Flor Bela de Alma da Conceição Espanca, foi uma poetisa portuguesa.

1894-12-08 Vila Viçosa
1930-12-08 Matosinhos
1151834
74
2164

Sem Remédio

Aqueles que me têm muito amor
Não sabem o que sinto e o que sou...
Não sabem que passou, um dia, a Dor,
À minha porta e, nesse dia, entrou.

E é desde então que eu sinto este pavor;
Este frio que anda em mim, e que gelou
O que de bom me deu Nosso Senhor!
Se eu nem sei por onde ando e onde vou!!

Sinto os passos da Dor, essa cadência
Que é já tortura infinda, que é demência!
Que é já vontade doida de gritar!

E é sempre a mesma mágoa, o mesmo tédio,
A mesma angústia funda, sem remédio,
Andando atrás de mim, sem me largar!...
17271
67


Prémios e Movimentos

Simbolismo
eduarda
amar é lindo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
17/agosto/2012
gabriele
duvida da luz bos astros,de quen o sol tenha calor ,duvida até~da verdade ; mas confia em meu amor...kkkkkkk.rarararararara
17/agosto/2012
fernanda
amigos  são  que nem  o sol  . não aparecem todos  os  dias para sabemos  que  existem...
17/agosto/2012
leonardo
todos que ten ten que amar se nao vai perder seu amor
17/agosto/2012
Gederson (Chocolate)
Sem sombra de duvida este poema define o que se passa em meu dia-a-dia!

Todos que me têm muito amor nem sabem as angustias, os sofrimentos, os problemas e tudo de ruim que não me deixa,que me segue dia após dia sem descanso!
Mais eles mal sabem que com esse amor eles me fazem seguir em frente!
05/agosto/2012

Quem Gosta

Quem Gosta

Seguidores