Manuel António Pina

Manuel António Pina

Manuel António Pina foi um jornalista e escritor português, premiado em 2011 com o Prémio Camões.

1943-11-18 Sabugal
2012-10-19 Porto
225680
5
182

Silêncio e escuridão e nada mais

(Amor cidade aberta; lugar comum;)

Edificarei a minha igreja sobre as tuas ruínas

Tenho um coração mortal um coração

fora de si como um marido irado

Dentro da casa se instala

a descomunal traição.

Eu sou aquele que rouba, o marido,

o caluniador, abri-vos portas de ouro...

Que deus me perdoará os meus erros humanistas?

Quebrada a espada já, rota

a Armadura, a Beleza, a Regra (Ó Ciência! Ó Cólera!)

Como escreverei? Sem que palavras? Quem? Qual?



Manuel António Pina | "Todas as palavras - poesia reunida 1974-2011", pág. 20 | Assírio & Alvim, 2012

721
0


Prémios e Movimentos

Camões 2011APE 2003

Quem Gosta

Quem Gosta

Seguidores