Manuel BandeiraManuel Bandeira
Manuel Carneiro de Sousa Bandeira Filho foi um poeta, crítico literário e de arte, professor de literatura e tradutor brasileiro.
Nasceu a 19 Abril 1886 (Recife, Pernambuco, Brasil)
Morreu em 13 Outubro 1968 (Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil)
Comentários

PRIMEIRA CANÇÃO DO BECO

Teu corpo dúbio, irresoluto
De intersexua isputadíssima,
Teu corpo, magro não, enxuto,
Lavado, esfregado, batido,
Destilado, asséptico, insípido
E perfeitamente inodoro
É o flagelo de minha vida,
Ó esquizóide! ó leptossômica!
Por ele sofro há bem dez anos
(Anos que mais parecem séculos)
Tamanhas atribuições,
Que às vezes viro lobsomem.
E estraçalhado de desejos
Divago com os cães danados
A horas mortas, por becos sórdidos!
Põe paradeiro a este tormento!
Liberta-me do atroz recalque!
Vem ao meu quarto desolado
Por estas sombras de convento,
E propicia aos meus sentidos
Atônitos, horrorizados
A folha-morta, o parafuso.
O trauma, o estupor, o decúbito!