Marcus Accioly

Marcus Accioly
Marcus Morais Accioly, é um poeta brasileiro de Pernambuco.
Jabuti
Nasceu a 21 Janeiro 1943 (Aliança PE)
Morreu em 21 Outubro 2017 (Ilha de Itamaracá)
Comentários
Marcus Accioly (Aliança (Engenho Laureano) PE, 1943) publicou seu primeiro livro de poesia, Cancioneiro, em 1968. No ano seguinte concluiu o curso de Direito na Universidade Católica de Pernambuco, em Recife PE. Em 1972 recebeu o Prêmio Recife de Humanidades pelo livro Nordestinados (1971). Publicou, em 1974, Xilografia e, em 1980, Guriatã, que ganhou o Prêmio Fernando Chinaglia, concedido pela União Brasileira de Escritores. Guriatã também recebeu a Láurea Altamente Recomendável para o Jovem, concedida pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil. Em 1985 recebeu o Prêmio de Poesia, pelo livro Narciso (1984), concedido pela Associação Paulista dos Críticos de Artes, e o Prêmio Olavo Bilac, concedido pela Academia Brasileira de Letras, também por Narciso. Sua obra poética inclui ainda Sísifo (1976), Poética (1977), Íxion (1978 ), Ó(de) Itabira (1980), P/Bara(ti)nação (1986) Érato (1990) e O Jogo dos Bichos (1990). A crítica Nelly Novaes Coelho afirmou, sobre o poeta: "Pertencendo ao grupo de escritores e artistas nordestinos que, dos anos 60 para cá, tem mergulhado nas raízes populares, de origem ibero-lusitana, latentes nos Romanceiros e Cancioneiros, na Literatura de Cordel e nas Cantorias, na Música, nas Gravuras e Esculturas primitivas, Marcus Accioly é dos poetas que hoje tentam recuperar a poesia em sua natureza primitiva: a palavra que nasceu do canto e se perpetua na voz popular".