Décio Pignatari

Décio Pignatari

Décio Pignatari foi um publicitário, poeta, ator, ensaísta, professor e tradutor brasileiro. Desde os anos 1950, realizava experiências com a linguagem poética, incorporando recursos visuais e a fragmentação das palavras.

1927-08-20 Jundiaí, São Paulo, Brasil
2012-12-02 São Paulo, São Paulo, Brasil
5348
0
3


Prémios e Movimentos

Poesia Concreta

Alguns Poemas

Décio Pignatari (Jundiaí SP 1927) publicou, em 1949, os poemas Noviciado e Unha e Carne na Revista Brasileira de Poesia. Na época, integrava o Clube de Poesia, em São Paulo SP, liderado por poetas e críticos da Geração de 45. Em 1952 fundou o Grupo Noigandres, com Augusto de Campos e Haroldo de Campos, que publicou cinco antologias poéticas. Entre 1956 e 1957 participou do lançamento oficial da Poesia Concreta na Iº Exposição Nacional de Arte Concreta, no MAM/SP e no saguão do MEC/RJ. Publicou, em 1958, o Plano-Piloto para Poesia Concreta, em co-autoria com Augusto de Campos e Haroldo de Campos, em Noigandres n.4. Nas décadas seguintes, traduziu várias obras em francês, inglês e russo. Foi um dos criadores da editora e da revista Invenção, lançada em 1962 como veículo da Poesia Concreta. Em 1964 lançou o Manifesto do Poema-Código ou Semiótico, com Luiz Angelo Pinto. Foi membro-fundador da Associação Internacional de Semiótica, em Paris (França), em 1969. Nas décadas de 1980 e 1990 colaborou em vários periódicos, entre os quais a Folha de S. Paulo, e foi professor de Semiótica e Comunicação da FAU/USP. Publicou vários livros de ensaios, entre eles Cultura Pós-Nacionalista (1998). Sua obra poética inclui os livros Carrossel (1950), Exercício Findo (1958), Poesia pois é Poesia (1977) e Poesia pois é Poesia, 1950/1975. Poetc, 1976/1986 (1986). Décio Pignatari, criador do poema-código e semiótico, é um dos principais nomes da poesia Concreta.
Nascido em 1927 na cidade de Jundiaí, estreou com o livro Carrossel, em 1950. Em 1952, fundou com Haroldo de Campos e Augusto de Campos a revista Noigandres, inaugurando com estes e artistas visuais o movimento internacional da Poesia Concreta em 1956. Foi um dos introdutores da pesquisa semiótica no Brasil, e teve sua poesia reunida pela primeira vez em 1977, no volume Poesia Pois É Poesia. Em prosa, lançou O Rosto da Memória (1988) e  Panteros (1992), assim como o infanto-juvenil Bili com Limão Verde na Mão. Suas excelentes traduções foram reunidas em livros como Retrato do Amor quando Jovem e 231 poemas.
 
--- Ricardo Domeneck
 
 
Decio Pignatari Documentário - 1988.
Roda Viva | Décio Pignatari | 1989
Mario Sérgio Cortella e Décio Pignatari sobre Paulo Coelho e Mamonas Assassinas (1996)
Grande Sertão Veredas: Décio Pignatari sobre Guimarães Rosa
Décio Pignatari sobre comportamento de políticos em campanhas eleitorais | 1989
Provocações 179 com Décio Pignatari - bloco 01
Décio Pignatari - Entrevista (2009)
DÉCIO PIGNATARI - Parte 1/3 - Vereda Literária (entrevista)
VÍDEO AULA O QUE É COMUNICAÇÃO POÉTICA, de Décio Pignatari (I).
O Legado de Décio Pignatari
Provocações 180 com Décio Pignatari - bloco 01
Antonio Risério fala sobre Décio Pignatari
Provocações 179 com Décio Pignatari - bloco 02
LIFE (1958) DÉCIO PIGNATARI por Augusto de Campos
Diálogos Impertinentes - O BELO
Provocações 180 com Décio Pignatari - bloco 02
Décio Pignatari conta sobre a capa de Todos os Olhos de Tom Zé (2009)
Anos 30 - Décio Pignatari - Panorama Histórico Brasileiro (trecho)
UM MOVIMENTO - Décio Pignatari
TERRA - Décio Pignatari
Oscar Niemeyer por Décio Pignatari, Celso Favaretto e Caio Tulio Costa (1996)
ORGANISMO - Décio Pignatari
BEBA COCA COLA - Décio Pignatari
Conheça o poema "Beba Coca-Cola" de Décio Pignatari | Poesia Concreta | Concretismo
Declamação de POEMA de Décio Pignatari (Jundiaí, SP, 1927-2012, São Paulo, SP, Brasil)
Cinco Poemas Concretos
decio pignatari
o lobisomem decio pignatari 29out09
organismo
Invenção 5 (Cr$isto é a solução) - Décio Pignatari - Artéria 8
ROSA D'AMIGOS - Décio Pignatari, Augusto e Haroldo de Campos
Lupenzinato, por Décio Pignatari
Décio Pignatari - Poema Janeiro/Fevereiro | Poema Concreto | Concretismo brasileiro | Grandes Poetas
Organismo (homenagem ao poeta Décio Pignatari)
O Sítio Encantado - Décio Pignatari
♥️ Poesia, Décio Pignatari.
Morre o poeta Décio Pignatari - Repórter Brasil (manhã)
Enterrado corpo de Décio Pignatari - Repórter Brasil (noite)
VIDEO AULA SOBRE O QUE É COMUNICAÇÃO POÉTICA, de Décio Pignatari (III)
As acomodações pós ditaduras, por Décio Pignatari.
A Arte Morreu?, por Décio Pignatari e Celso Favaretto respondendo Caio Tulio Costa (1996)
Poesia Concretista de Décio Pignatari
Decio pignatari - Alex
Ouver Décio | Hora H: Décio Pignatari 95 anos
Levy Nunes - Terra (Poema de Décio Pignatari)
COCA BEER- DÉCIO PIGNATARI
18/8 | O audiovisual & a tradução | Hora H: Décio Pignatari 95 anos
15/8 | Bio-poética | Hora H: Décio Pignatari 95 anos
Moteto Em Ré Menor Beba Coca cola Gilberto Mendes Décio Pignatari
Grande Sertão Veredas - Décio Pignatari sobre Guimarães Rosa

Quem Gosta

Seguidores