227 online
Clara
Escura
Português
Español
English

Sirlânio Jorge Dias Gomes (R)

Sirlânio Jorge Dias Gomes (R)
Ver Perfil - sirlanio2017
Nasceu a 14 Abril 1972
(Minas Gerais)
Abre a mente ao que eu te revelo e retém bem o que eu te digo, pois não é ciência ouvir sem reter o que se escuta.(Dante Alighieri) Um homem apaixonado por poesia. Tento traduzir os pensamentos na fidelidade que estes me concebem.Não tenho a pretensão de ser poeta,e se por acaso as palavras me metamorfosear em algo parecido,não me culpe;apenas me perdoe.(Sirlânio Jorge Dias Gomes)
85430 visualizações
17 2 2
 

Psicodrama monológico


A morte vem dançando tempestuosa, 
Furiosa em seus ritos sem fronteiras, 
Estendendo suas asas sobre a alma, 
Ótica onírica dos vales mais profundos. 
O corpo enegrecido pelo abandono, 
Se perde na dimensão do seu sopro, 
Nas visões eternas em seus lapsos. 
Monstros famintos brotam da terra, 
Submundo catatônico indizível. 
As estrelas fundem-se aos olhos, 
Universo descortinando-se ao eu, 
Deixando-se tocar em seus alicerces. 
Tudo é tudo absurdamente, 
Labirintos fatídicos fantasiosos, 
Vendavais silenciosos, 
Mutável na velocidade da luz, 
Explosão ultra sentimental épica; 
Catalisadora de mentes segreda. 
No grande palácio dormem os sábios, 
Frágeis celas de escuridão, 
Escrevendo em seus pergaminhos, 
Registros invisíveis das rotas de liberdade.