111 online
Clara
Escura
Português
Español
English

Sirlânio Jorge Dias Gomes (R)

Sirlânio Jorge Dias Gomes (R)
Ver Perfil - sirlanio2017
Nasceu a 14 Abril 1972
(Minas Gerais)
Abre a mente ao que eu te revelo e retém bem o que eu te digo, pois não é ciência ouvir sem reter o que se escuta.(Dante Alighieri) Um homem apaixonado por poesia. Tento traduzir os pensamentos na fidelidade que estes me concebem.Não tenho a pretensão de ser poeta,e se por acaso as palavras me metamorfosear em algo parecido,não me culpe;apenas me perdoe.(Sirlânio Jorge Dias Gomes)
85515 visualizações
17 2 2
 

Contradição


Além do ferrolho,
O que deve estar,
Palavras escondidas,
Ferozes e contidas,
Após o silêncio,
Sangrando na pétala que cai,
Da violácea flor da liberdade.
Virginal matina me consome,
Feito nuvem espargida,
Misturando-se aqui e ali,
Rindo do meu olhar,
Descabido sentido relutante,
Espadas afiadas do meu lamento,
Do que está além da colina.
É um verter contínuo de sangue,
Violência utópica do eu,
Disparidades da alma,
Tão doce e tão selvagem,
Buscando tocar o céu,
Enquanto os pés queimam,
Teimosamente em frangalhos.