Florbela Espanca

Florbela Espanca

Florbela Espanca, batizada como Flor Bela de Alma da Conceição Espanca, foi uma poetisa portuguesa.

1894-12-08 Vila Viçosa
1930-12-08 Matosinhos
1150010
74
2164

Passam no teu olhar nobres cortejos

Passam no teu olhar nobres cortejos,
Frotas, pendões ao vento sobranceiros,
Lindos versos de antigos romanceiros,
Céus do Oriente, em brasa, como beijos,

Passam no teu olhar mundos inteiros,
Todo um povo de heróis e marinheiros,
Lanças nuas em rútilos lampejos;

Passa a Índia, a visão do Infante em Sagres,
Em centelhas de crença e de certeza!

Amor, julgo trazer dentro de mim
Um pedaço da terra portuguesa!
11285
31


Prémios e Movimentos

Simbolismo
-
Esse foi o melhor poema dela
25/outubro/2011
-
ana_rafael
Adoro este poema... É dos mais belos que já li, desta maravilhosa poetisa.
19/julho/2011
-
A melhor poeta de todos os tempos :)
18/julho/2011

Quem Gosta

Quem Gosta

Seguidores