Raimundo Correia

Raimundo Correia

Raymundo da Motta de Azevedo Corrêa foi um juiz e poeta brasileiro.

1859-05-13 Barra da Magunça, Maranhão, Brasil
1911-09-13 Paris, França
206148
3
97

Julieta

A loura Julieta enamorada,
Triste, lânguida, pálida, abatida,
Aparece radiante na sacada
Dos raios brancos do luar ferida.

Engolfa o olhar na sombra condensada,
Perscruta, busca em torno... e na avenida
Surge Romeu; da valerosa espada
Esplende a clara lâmina polida...

Sente-se o arfar de sôfregos desejos,
Estoura no ar um turbilhão de beijos,
Mas o dia reponta!... Ó indiscreta

Da cotovia matinal garganta!
Ó perigo do amor, que o amor quebranta!
Ó noites de Verona! Ó Julieta!


Publicado no livro Sinfonias (1882). Último da série Perfis Românticos, constituída por oito sonetos.

In: CORREIA, Raimundo. Poesias completas. Org. pref. e notas Múcio Leão. São Paulo: Ed. Nacional, 1948. v.2, p.149
1550
0


Prémios e Movimentos

Parnasianismo

Quem Gosta

Quem Gosta

Seguidores