233 online
Clara
Escura
Português
Español
English

Sirlânio Jorge Dias Gomes (R)

Sirlânio Jorge Dias Gomes (R)
Ver Perfil - sirlanio2017
Nasceu a 14 Abril 1972
(Minas Gerais)
Abre a mente ao que eu te revelo e retém bem o que eu te digo, pois não é ciência ouvir sem reter o que se escuta.(Dante Alighieri) Um homem apaixonado por poesia. Tento traduzir os pensamentos na fidelidade que estes me concebem.Não tenho a pretensão de ser poeta,e se por acaso as palavras me metamorfosear em algo parecido,não me culpe;apenas me perdoe.(Sirlânio Jorge Dias Gomes)
85453 visualizações
17 2 2
 

Singularidade do amor


Amar é se reinventar, 
Amar a si na liberdade do outro, 
Igual as flores no campo, 
Em seus tons díspares, 
Castas em suas criações. 
Amar é redescobrir-se, 
Cobrindo-se de finitude, 
Sem medos e culpas; 
Amar é ter esperança, 
Desvendar novos caminhos, 
Na imensidão da eternidade; 
Num indagar contínuo, 
Nos mares da incerteza, 
Sob a tempestade do ser. 
Amar é deixar seguir, 
Esculpindo sonhos ao horizonte, 
Dialogando com a solidão, 
Flertando com as estações, 
Enquanto o eu se enamora, 
Em seus beijos utópicos. 
Amar é infundir-se, 
Murchar e reflorescer, 
Após uma  longa estiagem, 
Onde a alma ignota, 
Sepulta o pranto sombrio, 
E se aconchega ao sorriso. 
Amar é ser singular, 
Ascender-se no imperfeito, 
Acreditar no impossível, 
Dar a mão ao amor, 
Deixá-lo em seu coração, 
Traduzir a vida em minúcias.