230 online
Clara
Escura
Português
Español
English

Sirlânio Jorge Dias Gomes (R)

Sirlânio Jorge Dias Gomes (R)
Ver Perfil - sirlanio2017
Nasceu a 14 Abril 1972
(Minas Gerais)
Abre a mente ao que eu te revelo e retém bem o que eu te digo, pois não é ciência ouvir sem reter o que se escuta.(Dante Alighieri) Um homem apaixonado por poesia. Tento traduzir os pensamentos na fidelidade que estes me concebem.Não tenho a pretensão de ser poeta,e se por acaso as palavras me metamorfosear em algo parecido,não me culpe;apenas me perdoe.(Sirlânio Jorge Dias Gomes)
85441 visualizações
17 2 2
 

Plágio do amor


Andam por aí,
Dizendo que amam, 
Como se amar fosse,
Embriagar-se dizendo tolices,
Delírio dos insensatos. 
De tanto amar, 
O amor tornou-se tolo, 
Nos corações infestos, 
Repletos de monólogos, 
Vazios em si ,
Ao primeiro gozo. 
Amores de todos os tipos, 
Perfídia funesta de estranhos,
Marionetes do corpo em desalinho, 
A moldar emoções inseguras, 
Cumplicidade de momentos, 
Feito nuvens num dia de chuva, 
Que o vento leva aonde desejar. 
Muitos amores se tornaram órfãos, 
Se tornaram túmulos, 
Muros intransponíveis, 
De uma tristeza sem fim, 
De nomes infinitos, 
E corações esquizofrênicos.