Florbela Espanca

Florbela Espanca

Florbela Espanca, batizada como Flor Bela de Alma da Conceição Espanca, foi uma poetisa portuguesa.

1894-12-08 Vila Viçosa
1930-12-08 Matosinhos
1149822
74
2164

Eu...

Eu sou a que no mundo anda perdida,
Eu sou a que na vida não tem norte,
Sou a irmã do Sonho, e desta sorte
Sou a crucificada... a dolorida...

Sombra de névoa tênue e esvaecida,
E que o destino amargo, triste e forte,
Impele brutalmente para a morte!
Alma de luto sempre incompreendida!...

Sou aquela que passa e ninguém vê...
Sou a que chamam triste sem o ser...
Sou a que chora sem saber por quê...

Sou talvez a visão que Alguém sonhou,
Alguém que veio ao mundo pra me ver,
E que nunca na vida me encontrou!
25611
100


Prémios e Movimentos

Simbolismo
Maticas
Podem me seguir no snapchat?
O meu nome é "Maticas" com dos emojis
25/novembro/2023
???
È mentira galeinhaaaaaaaa
25/novembro/2023
???
amo este poema indentifico-me um pouco
25/novembro/2023
Ta
Incompleto
18/julho/2022
????
Quero ver vc fazer melhor seu bosta de merda
25/novembro/2023
Ta
Brasileiro típico
18/julho/2022
-
Boníssima Poesia! És sem dúvidas a minha favorita...
28/abril/2013
Amote falcao
Esta poeta passava os seus problemas da vida para o que escrevia era uma pessoa muito espetacular que se matou por amor

Dica nao faca o mesmo que esta grande poeta fez pff

Amote falcao

28/abril/2013
winnie.paz@gmail.com
Florbela
A minha alma gemea,
nesta,
noutra vida,
ou mesmo antes de nascer.
Nascer antes do tempo, e isso reflete-se nos seus poemas.
Amo de peixão a sua poesia.
04/setembro/2011
josematosvieira@gmail.com
Florbela
Bela flôr
teus versos são bençãos
São amor
São remorços
Tambem lembram
Minha dor.
05/março/2011

Quem Gosta

Quem Gosta

Seguidores