Florbela EspancaFlorbela Espanca
Florbela Espanca, batizada como Flor Bela de Alma da Conceição Espanca, foi uma poetisa portuguesa.
Simbolismo
Nasceu a 08 Dezembro 1894 (Vila Viçosa)
Morreu em 08 Dezembro 1930 (Matosinhos)
Comentários

Desafio

Ela
«Ó luar que lindo és,
Luar branco de Janeiro!
Não há luar como tu,
Nem amor como o primeiro.»

Ele
Deixa-me rir, ó Maria!
Qual é para ti o primeiro?!
Chamas o mesmo ao segundo,
Chamas o mesmo ao terceiro!

Ela
O que Deus disse uma vez
Na minh’alma já é velho;
Vai pedir ao Senhor Cura
Que o leia no Evangelho!

Uma voz ouve-se ao longe
Que sobe alto, desgarrada:
«Por muito amar, Madalena,
No céu serás perdoada!»