danielacavalheiro

danielacavalheiro

Ainda estou me escrevendo, em versos brutos que hão de ser lapidados pela vida.

1996-10-05 Curitiba - Paraná
3226
7
12

Vens, em dias normais, assim

Vens, em dias normais, assim,
que habito tranquilamente
e se apossa de mim;

Como lava, que desponta do vulcão,
E vagarosamente
Devasta as casas, ao chão;

Tal qual a água
Que entra pela narina
Tomando conta dos pulmões
e tirando-me a vida;

Mata-me docemente, aos poucos,
Devasta as casas do vilarejo "eu"
Como manda a sina dos loucos
Afogas cruelmente o peito meu.
599
5

-
ania_lepp
Versos intensos que calam fundo...tocam a alma, parabéns!!!
02/outubro/2017

Quem Gosta

Quem Gosta

Seguidores