102 online
Clara
Escura
Português
Español
English

Sirlânio Jorge Dias Gomes (R)

Sirlânio Jorge Dias Gomes (R)
Ver Perfil - sirlanio2017
Nasceu a 14 Abril 1972
(Minas Gerais)
Abre a mente ao que eu te revelo e retém bem o que eu te digo, pois não é ciência ouvir sem reter o que se escuta.(Dante Alighieri) Um homem apaixonado por poesia. Tento traduzir os pensamentos na fidelidade que estes me concebem.Não tenho a pretensão de ser poeta,e se por acaso as palavras me metamorfosear em algo parecido,não me culpe;apenas me perdoe.(Sirlânio Jorge Dias Gomes)
85578 visualizações
17 2 2
 

Fado


Atrevido ócio me ostenta,
Ruidosa selva amedronta,
Mácula feroz amofina,
Intenso pesar me afronta,
Retiro insolente aprisiona,
Desvario n'alma tortura.
Amei cruel loucura,
Rapto soturno sobeja,
Lírico trovejar nauseabundo,
Ignóbil verso matreiro,
Trova o gentil cavalheiro,
Ao infortuno abandono,
Rimas nefastas ao vento.
Firam-me os astros,
Condigno destino de um pária,
A mercê da morte,
Amada donzela da liberdade,
Confidente do meu último suspiro,
Ao encontro da fina flor,
Paraíso da minha esperança.
Doce elísio me abraça,
Sigo arfando ao meu fim,
Venha doce senhora,
Atenha-me em seu colo,
Meus lábios espirituais,
Beija-lhe a face tão amada.