Bernardo Bonaval

Bernardo Bonaval

Galiza
1300 Unknown
5901
0
1

A dona que eu amo

A dona que eu amo e tenho por Senhor
amostra-me-a Deus, se vos en prazer for,
se non dade-me-a morte.
A que tenh'eu por lume d'estes olhos meus
e porque choran sempr(e) amostrade-me-a Deus,
se non dade-me-a morte.
Essa que Vós fezestes melhor parecer
de quantas sei, a Deus, fazede-me-a veer,
se non dade-me-a morte.
A Deus, que me-a fizestes mais amar,
mostrade-me-a algo possa con ela falar,
se non dade-me-a morte.
810
0


Prémios e Movimentos

Trovadorismo

Quem Gosta

Quem Gosta

Seguidores