Florbela EspancaFlorbela Espanca
Florbela Espanca, batizada como Flor Bela de Alma da Conceição Espanca, foi uma poetisa portuguesa.
Simbolismo
Nasceu a 08 Dezembro 1894 (Vila Viçosa)
Morreu em 08 Dezembro 1930 (Matosinhos)
Comentários

Sol Poente

Tardinha... "Ave-Maria, Máe de Deus..."
E reza a voz dos sinos e das noras...
O sol que morre tem claroes d'auroras,
Águia que bate as asas pelo céu!

Horas que tém a cor dos olhos teus...
Horas evocadoras doutras horas...
Lembranfas de fantásticos outroras,
De sonhos que nao tenho e que eram meus!

Horas em que as saudades, p'las estradas,
Inclinam as cabefas mart'rizadas
E ficam pensativas... meditando...

Morrem verbenas silenciosamente...
E o rubro sol da tua boca ardente
Vai-me a pálida boca desfolhando...